terça-feira, 2 de julho de 2013

Duas madeireiras em Rondônia são interditadas por irregularidades

Até esta quinta-feira (27), 16 madeireiras da região foram fiscalizadas.
Operação Hiléia Pátria é executada pelo Ibama e Exército Brasileiro.

Ação faz parte da Operação Hiléia Pátria (Foto: Edinaldo Silva)
Ação faz parte da Operação Hiléia Pátria (Foto: Edinaldo Silva)

Duas madeireiras foram interditadas esta semana na região de Cacoal (RO) durante a operação Hiléia Pátria, executada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) e Exército Brasileiro. Até esta quinta-feira (27), 16 madeireiras da região foram fiscalizadas, duas delas fechadas e 1.700 metros cúbicos de madeira in natura e outros 600 metros cúbicos de madeira serrada e tratores foram apreendidos.
Desde o dia 18 de junho, cerca de 250 militares do Comando de Fronteira e seis agentes do Ibama intensificam a fiscalização no município de Espigão D’oeste (RO), em Riozinho e Boa Vista de Pacarana, distritos de Cacoal, para a redução do desmatamento e venda ilegal de madeira.
Madeira apreendida (Foto: Edinaldo Silva)De acordo com o comandante do 6º Batalhão de Infantaria de Selva, tenente coronel Reginaldo Vieira de Abreu, as madeireiras fechadas durante a operação estavam irregulares.
“Além disso, a quantidade de madeira no pátio era bem maior do que o estabelecimento tinha autorização para estocar. Ninguém foi preso, mas os donos serão autuados pelo Ibama”, explica o Coronel.
Além da segurança, o Exército vai apoiar o Ibama na retirada dos bens apreendidos durante as  fiscalizações. “Todo o material apreendido aqui será doado para a Funai de Cacoal. As fiscalizações continuam e a operação não tem data para terminar”, finaliza o comandante.
Leile RibeiroDo G1 RO

Nenhum comentário:

Postar um comentário