terça-feira, 7 de agosto de 2012

Projetos do governo beneficiarão população rural

Durante reunião realizada na tarde de sexta feira (3), na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), o governador Confúcio Moura assistiu à apresentação de dois projetos elaborados pela equipe da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Regulamentação Fundiária (Seagri) que buscam fomentar o desenvolvimento socioeconômico das comunidades rurais no estado. Após a exposição, Moura pediu ao adjunto da pasta, Antônio Deuseminio, que criasse uma comissão para agilizar a execução dos projetos. Os projetos serão implementados em parceria com outras secretarias e serão voltados para a viabilização de um plano de desenvolvimento sustentável envolvendo a cultura do açaí e demais árvores nativas além da criação de centros técnicos profissionalizantes em oito localidades denominadas Escolas Campo Empreendedor. A proposta é oferecer educação de nível médio em período integral com a pedagogia de alternância, onde os alunos passam 15 dias na escola e 15 em casa. De acordo com o governador Confúcio Moura, “a escola Abaitará é uma faculdade abandonada que servirá de exemplo para todo o estado, mas que só terá sucesso se não for do governo e sim do povo de Rondônia. Para realização deste projeto será necessário montar um conselho gestor com autonomia financeira, pois o governo passa rápido e a boa vontade de um governador pode não ser a de outro”, afirmou Moura As unidades contarão com recursos do Pidise e da Santo Antônio Energia, tendo por objetivo a elevação da qualidade do ensino no campo, mitigação do êxodo rural, formação profissional de jovens no campo, capacitação da comunidade, reaplicação de tecnologias sociais e economia solidária e promoção do turismo sustentável. As comunidades beneficiadas serão Abaitará em Pimenta Bueno; Dom Antônio Possamai em Jaru; Iata em Guajará Mirim; Nazaré em Porto Velho, Buritis, Nova Brasilândia, Vilhena e Assentamento Flor do Amazonas, em Candeias do Jamari.



Fonte: Decom

Nenhum comentário:

Postar um comentário